Alguém pode descobrir seu número no WhatsApp?

- Alexandre Pingo - - 11 de janeiro de 2019 | - 10:48 - - Home » Tecnologia - - Sem Comentários

É possível alguém nos encontrar no WhatsApp?

Eu tenho uma conta no WhatsApp e gostaria de saber: se eu não passar o meu número de celular para pessoas estranhas, tem como elas me acharem no WhatsApp e enviar mensagens para mim? Ou somente se a pessoa tiver o meu número de celular que ela poderá me achar no WhatsApp? — Cristiano

Os números de celulares são sequências contínuas, Cristiano. Usando como exemplo, 1111 e 1112 são ambos números válidos. Sendo assim, uma pessoa interessada em enviar mensagens em massa pode facilmente enviar mensagens para diversos números em sequência. Graças ao código de área (o DDD), essa pessoa também poderá enviar mensagens para regiões específicas.

Em resumo, seu número de celular não é em si algo particular. É perfeitamente natural que pessoas “estranhas” ou até golpistas possam chegar ao seu número por tentativa e erro, apenas gerando cada número possível. Eles não estão atrás do seu número, mas de qualquer pessoa que receba e visualize essas mensagens.

Embora isso pareça uma tarefa cansativa, criminosos podem construir sistemas que varrem automaticamente os números que existem e depois distribuem o envio de mensagens a partir de vários chips diferentes para burlar sistemas que detectam contas com atividade excessiva. Os golpistas contam até com um equipamento específico para isso: a chipeira.

Aplicativos que utilizam nomes de usuário estão menos suscetíveis a esse tipo de problema. O nome de usuário não possui necessariamente qualquer informação que identifique a região de uma pessoa, nem tamanho definido e nem necessariamente uma sequência.

Mesmo assim, não se trata de um remédio infalível – spam sempre existiu em e-mail, por exemplo, que também não usa números contínuos. O WhatsApp é mais vulnerável ao spam que outros aplicativos de mensagem devido ao seu uso da criptografia. A criptografia impede que os administradores do WhatsApp detectem o envio de uma onda de mensagens semelhantes a partir de remetentes distintos ou até do mesmo remetente. Por conta da criptografia, o WhatsApp só consegue “enxergar” e analisar mensagens após uma denúncia (que pode ser feita no próprio aplicativo quando você recebe uma mensagem de um número desconhecido).

Caso as mensagens estejam chegando acompanhadas de alguma informação pessoal sua (seu nome, por exemplo), isso é um pouco mais grave. No entanto, isso também não é incomum de acontecer: se em algum momento um criminoso (ou até um marketeiro atuando de forma irregular) conseguiu roubar uma lista de contatos ou encontrou seu número associado ao seu nome em algum lugar na internet (pode ser até em um grupo de WhatsApp), essa informação pode acabar sendo compartilhada ou vendida para outros. Isso não traz nenhum risco específico para você, mas é preciso ficar atento para não cair na lábia de bandidos que podem fazer ameaças vazias usando essas informações.

Boleto de fornecedor com outro banco

E quando você recebe um boleto do e-mail do seu prestador de serviço, anexado em PDF no e-mail, com a mesma mensagem de sempre no corpo do e-mail. E no boleto a única diferença notada é que é de outro banco, e não o de costume?

Os demais dados estão corretos, como CNPJ do prestador de serviços e seu, número da nota fiscal, valores, data de processamento….

Como proceder? E caso este boleto seja pago? — Juliana Benedet

A única informação do boleto que realmente importa, Juliana, é a linha digitável (e o código de barras, que em boletos normais é apenas outra representação do mesmo código da linha digitável). São esses números que indicam o banco e a conta que receberá o valor do boleto. Todas as demais informações que constam no boleto são apenas para fins informativos e não tem valor.

Em boletos fraudulentos, é absolutamente normal que todos os campos informativos do boleto (como os citados por você) estejam corretos. A única mudança ocorre na linha digitável e/ou no código de barras.

Em alguns casos, em pagamentos on-line, você pode conferir o verdadeiro nome do beneficiário antes de pagar. Também é recomendável, para fornecedores frequentes, o pagamento por boletos registrados (também é uma opção em seu internet banking, que mostra todos os boletos emitidos para um CNPJ ou CPF).

Se o boleto já foi pago, em geral não há o que fazer. O sistema de boletos não prevê cancelamento de um pagamento. Em casos de crimes, os golpistas tentam sacar o dinheiro o quanto antes, o que também significa que o erro dificilmente poderá ser desfeito com a “ajuda” do banco que recebeu o dinheiro (afinal, nem o banco tem mais o dinheiro). Você deve registrar um boletim de ocorrência e verificar outras medidas junto a um advogado – talvez o dinheiro possa ser recuperado de alguma forma, especialmente se ele ainda não saiu do sistema bancário.

Celular reiniciando

Ontem fiz uma mudança de pacote na Tim e fiquei quase 12 horas sem que a linha funcionasse. Quando voltou, eu estava dentro do carro e o telefone ligou e desligou várias vezes sozinho, achei que fosse por causa da atualização do pacote.

Atendi a uma ligação esta manhã e ele desligou de novo, conectei cabo de força e ele voltou a desligar (na verdade não desliga, congela e reinicia), sempre no carro com Bluetooth. Será coincidência ou meu aparelho pode realmente estar com defeito? Pois a operadora diz não ter nada com isso. — Maria Eugenia

A operadora realmente não deve ter nada a ver com isso. Problemas na rede da operadora não deveriam levar o celular a um estado de congelamento ou a um reinício. No entanto, ainda é possível que um chip com defeito deixe o funcionamento normal do celular prejudicado. Certos aparelhos não “gostam” quando o chip é desconectado e reconectado repetidamente (o que aconteceria, por exemplo, se o chip estivesse com mau contato).

Como o defeito do seu celular pode estar no componente que faz a conexão com a rede, tirar o chip pode “resolver” o problema e dar a entender que a operadora teria mesmo algum envolvimento, mas isso seria um engano.

Ao retirar o chip, você estaria minimizando todo o uso da peça possivelmente defeituosa e não apenas se desconectando da operadora.

O que você pode tentar é uma troca de chip. Peça para a operadora transferir sua linha para um chip novo e instale-o no seu celular. Se o problema continuar, é bastante provável que o problema esteja realmente no seu aparelho.

Os próximos passos seriam uma restauração ao estado de fábrica e uma troca de bateria. Se nada resolver, apenas uma assistência especializada poderá fornecer mais informações sobre as possíveis causas do congelamento.

Altieres Rohr/G1

Colégio Atena
Enium Criação de Sites

Deixe seu comentário!

Para: Alguém pode descobrir seu número no WhatsApp?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *