Após negociação, Rota do Sertão é liberada e fabriquetas voltarão a funcionar

- Alexandre Pingo - - 23 de novembro de 2016 | - 9:15 - - Home » Cidades» Nossa Senhora da Glória» Notícias - - 1 Comentário
Foto: Maycon Carvalho

Foto: Maycon Carvalho

Um grupo de manifestantes, formado por moradores do sertão sergipano, interditaram totalmente durante a manhã dessa quarta-feira, 23 de novembro, a rodovia Rota do Sertão no trevo do Povoado Vaca Serrada, em Porto da Folha.

Vários pneus e pedaços de madeira foram incendiados impedindo o tráfego de veículos na rodovia. O grupo interditou a via para chamar atenção das autoridades e protestar contra o fechamento das fabriquetas de queijos da região. 

De acordo com Maycon Carvalho, radialista da Rio FM, os manifestantes querem um prazo para que as fábricas sejam regularizadas e que mais nenhuma outra empresa seja fechada, evitando o aumento da taxa de desempregos. Segundo Aritana, locutor da manifestação, a comissão, formada pelos empresários locais e o deputado estadual Jairo Santana, esteve em reunião na cidade de Nossa Senhora da Glória com a procuradora federal, Livia Nascimento, responsável pela operação, para falar sobre o assunto. 0ad9f4dc-43d9-4afa-9649-a4fb4a117b8c

Em conversa com a comissão, a procuradora informou que o objetivo da operação não é fechar as fabriquetas, mas sim provocar para que essas discussões leve à legalização da produção leiteira do interior sergipano. Ela também ressaltou que os pequenos empresários podem voltar às suas atividades, mas que procurem se adequar aos padrões de higiene, já que muitas delas estavam produzindo os produtos com condições precárias. 

Após a conversa com a promotora federal, os manifestantes desobstruíram a via e o tráfego já está sendo normalizado. 

Interdições

No segundo dia de fiscalização, a equipe de Abate da FPI do São Francisco, flagrou três fabriquetas produzindo de forma precárias queijos e manteigas que seriam comercializados em cidades circunvizinhas. Cerca de 2.500 Kg de requeijão e manteiga foram apreendidos pela fiscalização. 

De acordo com a coordenadora da equipe Abate, Salete Dezen, “as queijarias estavam todas irregulares, além disso, os estabelecimentos não tinham nenhum tipo de higienização. Os baldes que armazenavam leite estavam abertos e as moscas estavam por todo lado, inclusive no alimento. Em um dos locais fiscalizados funcionavam, ao mesmo tempo, a fabriqueta e uma pocilga (curral de porcos)”, relata a situação.

Da Redação, Pingou Notícias 

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Após negociação, Rota do Sertão é liberada e fabriquetas voltarão a funcionar

Uma resposta para “Após negociação, Rota do Sertão é liberada e fabriquetas voltarão a funcionar”

  1. Alan caetano disse:

    Pessoal temos que nos dá conta que isso é muito bom… É um grande passo para uma alimentação mais saudável e uma forma de foçar os fabricantes a ter mais higiene com nossos alimentos. Não cabe ao criadores de gado leiteiro fazer tal manifestação. Afinal de contas as fábricas é o principal alvo das autoridades.

Deixe uma resposta