Betinho avalia parte física como fundamental para vencer clássico: “Fizemos por merecer”

- Alexandre Pingo - - 4 de fevereiro de 2019 | - 12:31 - - Home » Esporte - - Sem Comentários

O Confiança venceu mais um clássico contra o Sergipe na temporada. No primeiro, ainda em janeiro, derrotou o rival por 1 a 0 em partida válida pelo Campeonato Sergipano. No último domingo, pela Copa do Nordeste, repetiu o placar, desta vez com gol de Júnior Timbó.

Foi um Confiança mais inteiro fisicamente em campo. O rodízio promovido por Betinho parece mesmo estar funcionando como o planejado. Tem sido times bem diferentes se revezando nas duas competições. No segundo tempo, em que o Sergipe estava desgastado por causa da sequência de jogos, os proletários cresceram, conseguiram o gol e tiveram a chance ainda ampliar o marcador. O técnico Betinho fez questão de ressaltar que essa diferença na parte física foi determinante.

– Verdade, a equipe fez por merecer o resultado. Do primeiro ao último minuto nós buscamos o gol, buscamos a vitória e conseguimos. Nós sabíamos do desgaste do Sergipe então, quanto mais volume, intensidade e velocidade a gente colocasse no jogo as chances iriam aparecer como apareceram. Não fomos eficiente mas acabou no segundo tempo, de tanta persistência conseguimos o 1 a 0 que agora nos coloca de novo na briga por classificação – avaliou o treinador proletário.

Com o resultado positivo, o Ita entrou no bolo dos times que brigam por classificação no grupo B da Copa do Nordeste. Os azulinos têm quatro pontos, um a menos que o líder CSA. A equipe entra em campo novamente apenas no fim de semana, contra o Itabaiana, pelo Campeonato Sergipano.

– Essa vitória nos dá uma confiança ainda maior. Ela demonstra a força do grupo. Só que eu falei para eles, ainda temos muita coisa, muita coisa ainda vai acontecer e precisamos continuar evoluindo.

Fonte: GE Sergipe 

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Betinho avalia parte física como fundamental para vencer clássico: “Fizemos por merecer”

Deixe uma resposta