Betinho supera saída do Confiança com trabalho de excelência em Frei Paulo

- Alexandre Pingo - - 8 de abril de 2019 | - 11:46 - - Home » Esporte - - Sem Comentários

Os deuses do futebol escrevem certos roteiros que talvez não funcionassem no cinema de tão inverossímeis. Foi assim com Betinho em 2019. Comandando o Confiança, ele perdeu o título da primeira fase do Campeonato Sergipano de forma inesperada, na última rodada, o que lhe custou o emprego.

Sem muitas perspectivas para o restante da temporada no futebol sergipano, acabou aceitando um convite repentino do Frei Paulistano para a disputa do Hexagonal. O que mais o motivou a aceitar foi a possibilidade de trabalhar com o filho Matheus, que é lateral da equipe da cidade de Frei Paulo. Dos seis times classificados, era o que menos se apostava que pudesse chegar à final. Mas aconteceu.

A estreia de Betinho foi justamente contra o ex-clube, o Confiança, no Batistão. O time do interior buscou um heroico empate por 2 a 2 com direito a gol de Matheus, e mostrou que daria bastante trabalho. Os resultados positivos foram se acumulando até que, após vencer o Sergipe por 1 a 0 no Titão, o Frei Paulistano foi o primeiro a confirmar presença na grande decisão.

– Fizemos um jogo dentro da condição do nosso gramado. Pressionamos a saída de bola do Sergipe desde o início e o Sergipe ficou tentando se adaptar ao gramado. Eu acho que tivemos, principalmente no primeiro tempo, um volume de jogo maior. Algumas bolas paradas, tanto do Sergipe como nossas, acabaram prevalecendo, mas a gente conseguiu trabalhar a bola um pouco mais no chão, criamos situações e fizemos um gol em que o juiz acabou achando uma infração. Eu, de longe, não pude falar nada, e depois acabamos fazendo o 1 a 0. Criamos mais outras situações, o Sergipe veio tentando empatar. No segundo tempo o Sergipe, perdendo o jogo, veio nos pressionar, isso era natural. Em alguns contragolpes, tivemos também a chance de matar o jogo. Mas de uma maneira geral, o comportamento da equipe foi, ao meu entender, muito concentrado, eu sempre prego isso em todos os clubes por onde passo, então foi uma equipe concentrada e conseguimos esse feito de chegar à final- avaliou Betinho.

Campeão da Série A-2 em 2016, o Frei Paulistano faz a melhor campanha na elite ao chegar à final. E agora Betinho quer ajudar a equipe a mais uma vez fazer história.

– Uma cidade toda eufórica e feliz e a gente espera que nessa final a gente possa, de novo, procurar surpreender e buscar o título, uma história nos já fizemos, que foi chegar a essa final com o Frei Paulistano, agora a gente espera concretizar com esse título e aí seria um marco ainda maior.

O Frei Paulistano ainda aguarda o adversário na decisão. Isso porque o Dorense entrou na justiça desportiva com pedido de impugnação da partida contra o Itabaiana, realizada no último domingo, alegando que houve interferência externa na anulação do gol de empate do Touro. O caso será julgado pelo TJD-SE. Por enquanto, a vitória do Tremendão por 3 a 2 não foi homologada pela FSF. Mas se o resultado for confirmado no tribunal, o Ita será o outro finalista. Se o Dorense tiver parecer favorável, o confronto será remarcado e o time de Nossa Senhora das Dores, vencendo, vai para a decisão.

Fonte: GE

Colégio Atena

Deixe seu comentário!

Para: Betinho supera saída do Confiança com trabalho de excelência em Frei Paulo

Deixe uma resposta