Em jogo equilibrado na estatística, Sergipe se arrisca mais, porém Itabaiana é letal

- Alexandre Pingo - - 27 de março de 2018 | - 11:21 - - Home » Esporte - - Sem Comentários

O Clássico da Paz realizado no último domingo, na Arena Batistão, não foi tão tranquilo assim. O jogo era decisivo e por isso foi bastante pegado. Foram ao todo 39 faltas. Destas, 21 do Sergipe e 18 do Itabaiana. O Tremendão teve um jogador expulso, Eduardo, no segundo tempo. Porém, engana-se quem acha que foi um confronto violento, feio de se assistir. Na verdade, o número excessivo de faltas (nenhuma desleal) mostra apenas que o jogo foi movimentado, com os dois times brigando com muita disposição por cada bola. E o mais importante de tudo, um duelo interessante de se acompanhar.

Em termos técnicos e principalmente estatísticos, o clássico foi muito equilibrado. Nos números, foram oito finalizações para cada lado. Na posse de bola, ligeira vantagem para o Gipão: 51% a $49%. A partida se decidiu mesmo no segundo tempo. Precisando mais do resultado, os anfitriões buscaram o gol com mais frequência na etapa final e estavam com um a mais em campo, pois Eduado havia sido expulso pelo Itabaiana.

Foram diversas oportunidades de gol criadas pelo Sergipe na segunda metade da partida. O time buscou de diversas formas abrir o marcador, porém o Itabaiana foi letal. Em um lance de bola parada, Ratinho levantou a bola na área, houve um desvio e Douglas, que havia entrado há pouco tempo, fez de cabeça o gol da vitória tricolor por 1 a 0. O Alvirrubro ainda se atirou ao ataque nos minutos finais tentando o empate. Contudo, os esforços foram insuficientes.

A vitória por 1 a 0 antecipou em uma rodada a classificação do Itabaiana para a grande final do Campeonato Sergipano. O time decide o título pela terceira vez seguida. Nas duas anteriores, perdeu o título para Sergipe e Confiança, respectivamente. Agora espera ter uma sorte melhor e voltar a levantar a taça após cinco anos.

– Estamos pela terceira vez na final. Tive a honra de participar de todas essas finais. Vamos para mais uma, com muito trabalho. Tri-vice não. Vamos em busca do título. A gente merece – disse Paulinho Macaíba.

Na última rodada do hexagonal, o Itabaiana vai enfrentar o Confiança. A partida está marcada para o sábado, às 16h45, no Etelvino Mendonça, em Itabaiana. Sergipe, Lagarto e Confiança disputam a última vaga na decisão.

Fonte: GE Sergipe 

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Em jogo equilibrado na estatística, Sergipe se arrisca mais, porém Itabaiana é letal

Deixe uma resposta