Enem 2017: Candidatos resumem 1º dia de prova em clássicos de Charlie Brown, Rappa, Tiê e Blitz

- Alexandre Pingo - - 6 de novembro de 2017 | - 12:10 - - Home » Educação - - Sem Comentários

O primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017 aconteceu neste domingo (5) e os candidatos descreveram a sensação pós-prova com músicas de artistas brasileiros. Não passaram despercebidos nomes como: Charlie Brown Jr, Tiê, O Rappa, Tribalistas, Blitz, Thiaguinho e Jota Quest.

Neste domingo, os alunos fizeram provas de ciências humanas e linguagens, além da redação, que teve como tema os desafios da educação de surdos no Brasil.

As músicas variam. Teve quem achou a prova “fácil, extremamente fácil” e tem quem esteja “a dois passos do paraíso”. Mas tem quem precise de “um pagodinho só para relaxar”.

Dias de Luta, Dias de Glória – Charlie Brown Jr

Aos 18 anos, Nauany Eduarda de Oliveira Soares foi para o primeiro dia de prova determinada a chegar mais perto do sonho de cursar educação física na faculdade. Pela primeira vez no Enem, ela saiu doa prova cantarolando a música do Charlie Brown Jr: Dias de Luta, Dias de Glória.

“A vida me ensinou a nunca desistir. Nem ganhar, nem perder, mas procurar evoluir.” A canção resume o esforço para alcançar os objetivos. “Esse Enem foi uma experiência para a minha vida. Consegui conhecimento de diversas matérias e foi uma experiência muito grande de expandir a mente.”

 

Pescador de Ilusões – O Rappa

Frederico Tessari, de 21 anos, prestou pela segunda vez a prova do Enem. Para ele, este primeiro dia de exame foi “mais fácil” que o ano anterior e “mais objetivo, com menos textos”. Por isso, ele cantou “valeu a pena”, trecho de “Pescador de Ilusões”, do grupo O Rappa.

“Valeu a pena tentar a segunda vez, estou mais motivado e focado”, afirmou o jovem, que apesar de seguro no primeiro dia de prova, teme pelo próximo domingo. “A segunda prova tem um peso maior, não sei se vai estar tão fácil quanto hoje.” 

 

A Dois Passos do Paraíso – Blitz

Paluma Dionízia Gomes Costa Silva pressente que está “a dois passos do paraíso” neste Enem. “Se minha nota for boa, eu chegarei à faculdade, que é meu paraíso”, afirma a futura escritora. Enfrentando a família para cursar Letras, a candidata, de 19 anos, prestou a prova ao lado do irmão mais velho.

Estreante no Enem, Paluma não teve dificuldades em interpretar os textos, mas se surpreendeu com a “intensidade” da prova. “É muito cansativa, é acúmulo de informação, mas dá para desenvolver. Acredito que vou sentir dificuldade no próximo domingo.

 

Velha Infância – Tribalistas

Decidida a ingressar na faculdade ainda em 2018, Helena Rivas, de 21 anos, está sonhando com a oportunidade de estudar jornalismo na universidade. “Eu penso em você desde o amanhecer, até quando eu me deito”, cantou a candidata ao sair da prova.

Ela conta que não imaginava que o tema da redação deste ano seria desafios da educação de surdos no Brasil, mas achou uma boa proposta. “É forte, não pensamos nisso no dia-a-dia, porque não passamos por isso, mas é uma boa discussão. Não vemos muitas pessoas surdas na faculdade, no trabalho. Não tem inclusão.”

 

A Noite – Tiê

Buscando o curso de secretariado, Layane Cristine dos Santos Silva, de 21 anos, fez a prova do Enem neste domingo. Pela primeira vez prestando o exame, a jovem descreve a sensação de fazer a prova com a música “A Noite”, da cantora Tiê: “palavras não bastam, não dá ‘pra’ entender e esse medo que cresce e não para”.

Surpresa com a quantidade de textos na prova, ela achou o primeiro dia complicadíssimo” e ficou surpresa com a redação. “Não é um tema que dê bastante ideia, que dê para desenvolver bem. Eu achei que fosse cair preconceito, causa LGBT.”

Fonte: G1

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Enem 2017: Candidatos resumem 1º dia de prova em clássicos de Charlie Brown, Rappa, Tiê e Blitz

Deixe uma resposta