Itabaiana supera “zica” de lesões, mantém invencibilidade e mira retorno à liderança

- Alexandre Pingo - - 23 de fevereiro de 2018 | - 10:16 - - Home » Esporte - - Sem Comentários

A expressão “zicar” no futebol pode ser aplicada em diversas situações, normalmente para quando acontecem coisas muito ruins, algum problema que aconteceu ou uma fase ruim de um atleta ou de uma equipe.

No caso do Itabaiana, a “zica” foi em relação ao grande número de lesões. O Departamento Médico (DM) ficou cheio. Apesar de todo clube ter a necessidade de um DM, como é mais conhecido, a ideia é que ele seja frequentado apenas para exames de rotina, porém no Tricolor da Serra vários jogadores deram entrada neste início de temporada com diversas contusões. Para se ter uma ideia, além de Igor Alves, que já se recuperava, o setor recebeu a “visita” de 15 atletas.

Itabaiana tem sofrido com lesões no início da temporada (Foto: Wendell Rezende/AOItabaiana)

Itabaiana tem sofrido com lesões no início da temporada (Foto: Wendell Rezende/AOItabaiana)

 

– Parece até brincadeira, né? Tem sido uma luta e tanto. Com um DM movimentado, acabamos ficando com poucas opções para organizar a equipe para as partidas. Inclusive até para dar uma sequência a um possível time titular. Não conseguimos repetir uma equipe desde o início da competição. Mesmo assim, conseguimos a classificação e com antecedência, graças a Deus e aos atletas que entraram em campo sempre prontos e focados nos objetivos do clube – comentou o técnico Gilberto Pereira.

Pois é, como bem disse o treinador do Itabaiana, apesar dos pesares o clube já está garantido no hexagonal, mas até o momento já deram entrada no DM os seguintes atletas: o goleiro Ricardo (panturrilha); os laterais Carlos Henrique (joelho), Euzébio (ombro) e Ícaro (contratura muscular); o zagueiro Ramon Baiano (fratura no pé); no setor de meio tem Mika (duas contraturas), Alex Galo (adutor), Eduardo (torção no tornozelo), Zé Vitor (posterior), Moisés (contratura), Léo Mineiro (fratura no pé); os atacantes Renato Maceió (lesão muscular), Douglas (lesão muscular), Genildo (tornozelo) e Anderson Grafite (virilha).

Vale lembrar que Moisés e Genildo foram desligados do clube nesta quinta-feira junto com Danielzinho. Mesmo com todas as lesões Gilberto Pereira prefere não dizer que é uma “zica”, apenas uma fatalidade.

 

– A gente tem superado essas ausências com muito trabalho, empenhando os atletas para que possam se superar em campo, passando por cima das dificuldades, inclusive alguns até precisaram atuar de forma improvisada. Mas a gente sabe que é uma luta muito grande. O segredo é saber valorizar o que tem disponível. Não diria que é “zica”, mas sim fatalidade – afirmou Gilberto Pereira.

O Itabaiana é o segundo colocado com 15 pontos. O Tremendão possui quatro vitórias e três empates. Além dele, só Olímpico também não perdeu no estadual até então, equipe essa que será adversária do time serrano no próximo domingo, às 17h, no Mendonção. Para o treinador, o Tricolor da Serra agora vai em busca do primeiro lugar, que já dá uma vaga na Série D 2019.

– Apesar de já estarmos classificados, continuamos com respeito aos adversários, muita dedicação e aplicação. Essas são algumas das metas e tem ainda o objetivo do regulamento, a Série D. Além de sempre levar vantagens lá na frente se terminarmos entre os três primeiros – finalizou o treinador do Itabaiana.

Fonte: GE Sergipe 

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Itabaiana supera “zica” de lesões, mantém invencibilidade e mira retorno à liderança

Deixe uma resposta