Lava-Jato quer saber porque, em Aracaju, preço de terreno subiu de R$ 3 para R$ 15 milhões e o registro da transação foi feito em cidade do Sertão

- Alexandre Pingo - - 23 de agosto de 2016 | - 10:01 - - Home » Cidades» Nossa Senhora da Glória» Notícias - - 1 Comentário

228201612152610772_1k2ciA Operação Lava-Jato poderá ter ramificações em Sergipe.

A partir de um processo que tramita no Tribunal de Justiça de Sergipe, 2 empresas estão sendo investigadas pela força-tarefa da Operação Lava-Jato.

Uma empresa teria repassado um imóvel a outra por R$ 3 milhões.

Depois o mesmo imóvel teria sido repassado à outra por R$ 15 milhões.

Como o imóvel se refere a terreno, não se justifica tamanha valorização. Além disso, o registro da transação foi realizado em cartório localizado na cidade de Gararu, e não em Aracaju, onde o imóvel esrtá localizado.

A Polícia Federal já está atuando no caso.

Fonte: NE Notícias 

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Lava-Jato quer saber porque, em Aracaju, preço de terreno subiu de R$ 3 para R$ 15 milhões e o registro da transação foi feito em cidade do Sertão

Uma resposta para “Lava-Jato quer saber porque, em Aracaju, preço de terreno subiu de R$ 3 para R$ 15 milhões e o registro da transação foi feito em cidade do Sertão”

  1. Willian Silva disse:

    Muitoo bom o artigo, acabei de deixar o site como favorito para sempre estar seguindo!!! Obrigado !!!

Deixe uma resposta