Lenovo ressuscita marca Motorola e lança novo Moto Z2 Play

- Alexandre Pingo - - 1 de junho de 2017 | - 11:49 - - Home » Tecnologia - - Sem Comentários

A Lenovo anunciou nesta quinta-feira (2) que vai ressuscitar a marca Motorola e, no mesmo evento, realizado em São Paulo, apresentou o novo Moto Z2 Play, sucessor do Moto Z Play e aparelho que inaugura a volta da tradicional marca de celulares ao mercado. O Moto Z2 Play começa a ser vendido por R$ 2 mil.

A marca Motorola começou a deixar de ser usada em janeiro de 2016 como um desdobramento da venda da tradicional fabricante de celulares, que pertencia ao Google para a Lenovo, em 2014.

“Eu estou muito satisfeito de confirmar a vocês que estamos focados na marca Motorola”, afirmou Jan Huckfeldt, CMO da Motorola.

Antes disso, a companhia norte-americana já fazia sucesso ao chamar seus smartphone de Moto. A marca foi mantida, quando a Lenovo resolveu abandonar o uso da Motorola em anúncios, produtos e comunicações ao mercado. A estratégia era concentrar a divulgação nas marcas Moto e Vibe, a família de smartphones da Lenovo.

A Motorola já representou o ponto alto da telefonia móvel, inclusive por ter sido a marca do primeiro aparelho. Em 2011, a companhia foi comprada pelo Google por US$ 12,5 bilhões. Em 2014, no entanto, o Google revendeu para a chinesa Lenovo por US$ 3 bilhões.

“O aparelho”

Segundo Dan Derry, presidente mundial de produto da Lenovo, o Moto Z2 Play foi construído do zero. Ele terá processador Snapdragon 626, de 2,2 GHz, 4 GB de memória RAM e armazenamento interno de 64 GB.

As câmeras tem capacidade de produzir imagens com resolução de 12 MP (traseira), menos potente que a do celular anterior, e 5 MP (dianteira). A tela do Z2 Play continua tendo as mesmas 5,5 polegadas do antecessor.

O Moto Z2 Play também ganhou um sensor de digitais inteligente, que executa ações conforme o movimento do dedo sobre ele.

 

Agora, o sensor não só desbloqueia a tela inicial, mas também executa todas as funções dos tradicionais botões de celulares Android. Ao deslizar o dedo para direita, o aparelho lista o multitarefas, que exibe as aplicações abertas. Para a esquerda, volta para o serviço aberto anteriormente. Ao apertar o sensor, retorna-se ao menu inicia. Quando o sensor é pressionado, o Google Now é acionado.

Outra novidade também é o Moto Voice. Basta falar “Show me” e perguntar sobre o tempo ou sobre condições do tráfego para receber respostas.

O Moto Z marcou a entrada da empresa na onda dos smartphones modulares, que podem ser conectados a acessórios para ganhar novas funções ou terem sua capacidade ampliada. Essas capas são chamadas de Moto Snaps.

O Moto Z2 Play ganhou ainda outro Snap, chamado de Gamepad, um gadget que transforma o celular em um videogame portátil com botões físicos.

Quando a linha foi lançada, eram quatro:

– Insta Share, um projetor de imagens que leva a tela do celular para qualquer superfície;

– Hasselblad True Zoom, que melhora a câmera ao acrescentar funções típicas de uma máquina fotográfica profissional;

– JBL SoundBoost, um amplificador de áudio;

– OFFGrid Power Pack, uma bateria externa que aumenta a autonomia do aparelho.

Segundo Sérgio Buniac, presidente de Lenovo para a América Latina, a empresa cresceu o dobro da indústria de smartphones em 2016 na região. E muito disso se deve ao Moto Z. Segundo ele, a empresa está próxima de chegar a 3 milhões vendidos em todo o mundo.

“Lenovo saiu de 3,4% no segmento premium antes do lançamento do Moto Z, em junho do ano passado, para entre 14% e 15% do mercado”, diz Buniac.

Fonte: G1

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Lenovo ressuscita marca Motorola e lança novo Moto Z2 Play

Deixe uma resposta