Monte-alegrenses são premiados pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação Tecnológica de Sergipe

- Alexandre Pingo - - 29 de março de 2018 | - 9:28 - - Home » Cidades» Nossa Senhora da Glória» Notícias - - 1 Comentário
Dois alunos do Centro de Excelência 28 de Janeiro, do município de Monte Alegre, foram selecionados pela Fundação de Apoio à Pesquisa e a Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec) e receberão o Prêmio João Ribeiro de Divulgação Científica e Inovação Tecnológica. Deysiane Witally Félix da Silva Ferreira e Rafael de Souza são bolsistas do PIBIC Jr e serão premiados pela categoria Cientista Júnior. A solenidade de entrega do prêmio será no dia 11 de abril, às 19h, no Hotel Aquarius.
 
A premiação tem como objetivo estimular a participação de bolsistas, pesquisadores, jornalistas, comunicadores, inventores e empresários em atividades científicas e tecnológicas inovadoras. Cada aluno receberá o valor de R$ 500 e um certificado.
 
De acordo com o professor de Língua Portuguesa, Carlos Alexandre Nascimento Aragão, que foi o orientador dos dois alunos, entre os anos de 2016 e 2017 o centro de excelência desenvolveu quatro projetos financiados pela Fapitec, com oito alunos no total, desses, Deysiane e Rafael foram selecionados para a premiação.
 
“Essa é uma grata oportunidade que a Fapitec está dando aos estudantes do ensino básico de conhecer e tomar gosto pela pesquisa. Abre-se um leque de oportunidades para eles, que começam a sonhar e querer entrar na universidade”, disse o professor Carlos Alexandre.
 
Projetos
 
Deysiane Ferreira apresentou o relatório do projeto de Monitoria de Matemática para alunos do 3º e 5º anos do Ensino Fundamental, do qual ela já participava há quatro anos. A aluna disse que a experiência de trabalhar com crianças foi gratificante. O seu relatório foi orientado pelo professor Carlos Alexandre e pela professora de matemática Simone Fonseca.
 
Durante o desenvolvimento do seu projeto, Deysiane assistia as aulas de matemática e depois aplicava aqueles mesmos conhecimentos para os alunos de uma maneira diferente, com um didática mais atraente para as crianças.
 
“Eu quis, com isso, quebrar o tabu de que a matemática é difícil. Foi uma forma de mostrar que não é um bicho de sete cabeças. Percebi que, quando utilizávamos jogos didáticos, eles prestavam muito mais atenção às aulas, interagiam e, o mais interessante, ajudavam uns aos outros nas tarefas em sala de aula”, afirmou Deysiane.
 
Já Rafael de Souza, apresentou o relatório “A Poesia Indo à Escola”. Através desse projeto, desenvolvido a partir de 2013, os participantes levam o conhecimento da poesia modernista para os alunos das escolas do Alto Sertão sergipano. Ele disse que esse projeto mudou completamente a sua vida. “Eu era um aluno rebelde e entrei nisso mais para me divertir, viajar para outros lugares. Mas o projeto tomou conta de mim e hoje tenho poesias publicadas, já ganhei outros prêmios. Estou muito feliz por mais essa vitória”, declarou Rafael.
 
Rafael explicou ainda que, de 2014 a 2016, eram trabalhados a vida e obra dos poetas modernistas, mas que a partir de agora haverá uma mudança. “Vamos nessa próxima edição trabalhar as obras de poetas sergipanos, que também devem ser valorizados”, disse o aluno.
 
Com informações da ASN
Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Monte-alegrenses são premiados pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação Tecnológica de Sergipe

Uma resposta para “Monte-alegrenses são premiados pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação Tecnológica de Sergipe”

  1. Prof. Vasko disse:

    Parabéns aos contemplados e ao incansável Mestre Carlos Alexandre.

Deixe uma resposta