Para ir a Sul-Americano, sergipano de 14 anos tem grandes desafios no judô

- Alexandre Pingo - - 4 de outubro de 2016 | - 10:05 - - Home » Esporte - - Sem Comentários

Certa vez um poeta chamado Carlos Drummond de Andrade disse que “no meio do caminho tinha uma pedra, tinha uma pedra no meio do caminho”. Estes versos podem refletir bem na vida de qualquer pessoa, principalmente quando falamos de um atleta. E não importa a idade, pois tem um garoto de 14 anos que vem se destacando no judô e já está encontrando os primeiros obstáculos para participar da primeira competição internacional.

As conquistas mostram que apesar da idade ele já carrega grandes experiências. André Lucas Nascimento foi bicampeão do Norte-Nordeste e, recentemente, conquistou a segunda colocação no Campeonato Brasileiro e nos Jogos Escolares da Juventude. Agora, terá a oportunidade de disputar o Sul-Americano que será realizado no Paraguai.

André Nascimento (Foto: Reprodução/TV Sergipe)

André Nascimento foi classificado para disputar Sul-Americano no Paraguai (Foto: Reprodução/TV Sergipe)

– Treinei bastante para alcançar isso, diariamente. Treinei também meu psicológico para isso. Cheguei lá (Brasileiro) com o intuito de ganhar, não deu pra ser campeão, mas fiquei em segundo lugar e espero aproveitar bem essa oportunidade no Paraguai – explicou o judoca André Lucas Nascimento.

A meta é voltar com uma medalha no peito, mas as “pedras” são muitas no meio do caminho deste jovem talento sergipano. Além dos treinos fortes, ele está controlando a alimentação de forma bem rígida, pois nas últimas competições lutou na categoria acima dos 58 quilos e agora vai precisar perder cinco até o final desta semana para voltar à categoria na qual ele obteve melhores resultados.

André Nascimento (Foto: Reprodução/TV Sergipe)

André recebe apoio dos colegas de modalidade durante treino (Foto: Reprodução/TV Sergipe)

– Sei que vou precisar me esforçar muito nesta semana de treinos, correr e fechar a boca. Não estou comendo quase nada – afirma André Nascimento.

Não bastasse a dieta que tem que fazer, ele ainda precisa conseguir apoio para garantir a hospedagem e, principalmente, a inscrição no torneio. Sobre isso, o professor de André falou um pouco mais em entrevista ao Globo Esporte SE.

Fonte: GE Sergipe 

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Para ir a Sul-Americano, sergipano de 14 anos tem grandes desafios no judô

Deixe uma resposta