Parceria entre o Hemose e a cidade de Glória traz cadastro de medula óssea para município

- Alexandre Pingo - - 5 de maio de 2016 | - 2:29 - - Home » Cidades» Nossa Senhora da Glória» Notícias - - Sem Comentários
Reuniao-define-coleta-externa-para-cadastro-de-medula-ossea-em-Nossa-Senhora-da-Gloria

Foto: SES/SE

Na próxima sexta-feira, dia 6, das 8h às 15h, o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) realizará uma coleta externa, destinada ao cadastro de medula óssea. A estrutura de trabalho foi definida durante uma reunião no município de Nossa Senhora da Gloria.  A ação conjunta tem como objetivo viabilizar o acesso da população ao serviço, além de divulgar a importância do cadastro.

Na ocasião, também foram avaliados alguns requisitos básicos para execução do trabalho, que tomou por base o espaço físico na Clínica de Saúde da Família, onde serão distribuídas as equipes de apoio para o preenchimento do cadastro e os profissionais que farão a coleta do material, neste caso, um tubo com 5 ml de sangue.

“A Secretaria Municipal de Saúde irá disponibilizar alguns técnicos de laboratório para dar suporte a coleta de material”, contou a gerente de Captação do Hemocentro de Sergipe, Rozeli Dantas, ao ressaltar que a instituição irá trabalhar em parceria com a Prefeitura de Gloria e a Associação Gloriense de Doadores de Sangue.

“E importante divulgar a necessidade do cadastro de medula óssea para todas as comunidades”, frisou.

Durante a visita, a secretaria de Saúde do município, Gilvânia Freitas, definiu os profissionais que atuarão no apoio técnico para realização dos serviços. “Esse momento foi para realizarmos os últimos ajustes e alinhar à logística desse trabalho. A prefeitura já apoia a doação de sangue e agora faremos uma ação conjunta, para estimular a população gloriense a se cadastrar como doador de medula óssea”, ressaltou.

Voluntários

A coleta externa para o cadastro de medula óssea, também contará com o apoio da Associação Gloriense Doadores de Sangue. O grupo fidelizado ao serviço de doação de sangue participará da ação com voluntários que darão suporte na tarefa de preenchimento do formulário, com informações pessoais do candidato a, doador de medula.

Medula Óssea

Para se cadastrar é preciso ter entre 18 a 55 anos de idade, não ter doença infecciosa transmissível pelo sangue e estar em bom estado geral de saúde. Os voluntários preenchem um formulário com informações pessoais que ficam guardadas no banco de dados, do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

Na etapa seguinte é retirado apenas uma amostra com 5 ml de sangue,  esse material coletado  é encaminhado para análise de Histocompatibilidade (HLA), que  verifica as características genéticas entre o doador e o receptor.

Fonte: SES/SE

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Parceria entre o Hemose e a cidade de Glória traz cadastro de medula óssea para município

Deixe uma resposta