Foto: PM/SE

Foto: PM/SE

A Polícia Militar do Estado de Sergipe, por meio do Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb), flagrou, nessa quarta-feira, 20, crime ambiental em Canindé de São Francisco, no interior do Estado.

A guarnição composta pelo sargento Cristo, cabo Glaucus e soldados Hugo e Wildy foi averiguar diversas denúncias sobre maus tratos a animais em um matadouro. Ao chegar ao local, a equipe não flagrou o abate de animais, porém identificou outras irregularidades.

Foi observado que o matadouro localizava-se em área urbana, fato vedado pela legislação ambiental, já que o mau cheiro incomoda aos vizinhos. Outra irregularidade visualizada pela guarnição foi que os efluentes e dejetos eram lançados diretamente no meio ambiente, sem o devido tratamento.

Interrogado pelos policiais, o responsável relatou que o empreendimento atendia todos os requisitos previstos na legislação.  No entanto, quando solicitada a licença de operação, documento obrigatório e concedido pela Administração Estadual do Meio Ambiente (ADEMA), o indivíduo não a apresentou.

Diante da negativa, e por se tratar de atividade potencialmente poluidora, o responsável foi informado sobre o flagrante de crime ambiental e assinou um termo circunstanciado por crime previsto no artigo 60 da Lei de Crimes Ambientais.