Privacidade do WhatsApp na empresa e boleto falso: pacotão

- Alexandre Pingo - - 11 de maio de 2017 | - 2:19 - - Home » Tecnologia - - Sem Comentários

> WhatsApp na empresa e criptografia
Uso meu WhatsApp na função web no micro da empresa em que trabalho. Eles têm como saber o conteúdo do meu aplicativo? O que é digitado por exemplo? Ou essas mensagens também aparecem criptografadas?
Obrigada!
Débora

Débora, o recurso de criptografia serve para isolar principalmente os riscos ligados à rede. Os terminais de acesso (onde você de fato lê o conteúdo) precisam ser confiáveis, mesmo com o uso de criptografia.

Em outras palavras, tecnicamente, a empresa pode sim ler todo o conteúdo das suas mensagens, porque o computador é dela. Mesmo que todos os arquivos ligados ao WhatsApp sejam apagados, podem restar artefatos no computador – arquivos criados durante o seu uso do WhatsApp Web e que não foram totalmente apagados, mesmo que tenham sido removidos.

Além disso, a empresa pode – dependendo do caso – instalar programas de monitoramento no computador. Se esse monitoramento está previsto em contrato, mensagens trocadas pelo WhatsApp Web usando o computador da empresa poderiam inclusive motivar uma demissão por justa causa, especialmente se o uso do aplicativo não é permitido pelas regras da companhia.

Por outro lado, se você usar o WhatsApp no seu celular pela rede Wi-Fi da empresa, ou mesmo em um notebook que é seu, a criptografia vai impedir que a empresa veja as conversas, mesmo tendo total controle sobre a rede que você está usando. É justamente nesses casos que a criptografia cumpre sua função de proteger a sua privacidade.

Porém, quando você entrega o seu acesso ao computador ou celular de outra pessoa, tecnicamente será sempre possível que essa pessoa veja o que você fez, especialmente se já havia algum software de monitoramento instalado. A legalidade varia bastante conforme o caso, mas o lado técnico é bastante simples: não acesse serviços e contas pessoais a partir de computadores ou dispositivos que você não confia.

>>> Boleto falso em nome da empresa
Bom dia, minha empresa foi comunicada que nossos clientes têm recebido e-mails em nosso nome com boletos para pagamento informando que será feito protesto.
Qual providencia devo tomar nesse caso, uma vez que a delegacia informa que o prejuízo não é meu, não podendo dessa forma fazer um Boletim de ocorrência. Porém é o nome da minha empresa que está envolvido.

Att.
Jessica

Para determinar se há crime ou não, seria preciso analisar em detalhes a forma que o golpe está sendo aplicado, porque existem muitos golpes com boleto que, graças ao linguajar bastante específico dos envolvidos, acabe não caindo naquilo que a legislação entende como conduta ilícita.

Você pode tentar um processo contra os responsáveis na esfera civil, especialmente se sua empresa tiver uma marca registrada. Analisando o boleto falso, você pode conseguir identificar a conta que está recebendo o dinheiro e assim, talvez, chegar aos responsáveis. O “talvez” é porque a conta pode pertencer a um terceiro sem ligação com a fraude (ou de um laranja que vai argumentar o mesmo).

De todo modo, você precisará de ajuda especializada para resolver o problema. Portanto, procure um advogado.

No entanto, é importante que você se questione por que seus clientes estão recebendo esses documentos, se eles têm algo em comum, etc. Pode ser que sua empresa tenha sofrido algum ataque e a lista dos seus clientes tenha vazado. No pior dos casos, isso pode ter acontecido com a colaboração de um funcionário da empresa. Portanto, não deixe de fazer sua própria investigação interna do ocorrido.

Foto: Altieres Rohr/Especial para o G1

Fonte: G1 

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Privacidade do WhatsApp na empresa e boleto falso: pacotão

Deixe uma resposta