Professores da rede estadual entram em greve por tempo indeterminado

- Alexandre Pingo - - 15 de março de 2017 | - 11:44 - - Home » Política - - Sem Comentários

Sindicatos de várias categorias realizam manifestações em Aracaju, no Dia Nacional de Paralisação contra a Reforma da Previdência. Professores das redes estaduais de todo o País, iniciaram na manhã desta quarta-feira (15), uma greve por tempo indeterminado.

Em Sergipe, cerca de 12 mil professores da rede estadual aderiram à paralisação em protesto a reforma da previdência anunciada pelo governo federal. Com essa decisão, alunos de mais de 300 escolas ficarão sem aulas.

Outras categorias – docentes e técnico-administrativos da Universidade Federal de Sergipe (UFS) também cruzaram os braços e fecharam o Campus desde as primeiras horas. Os trabalhadores bloquearam o acesso de veículos e suspenderam as atividades acadêmicas no Campus São Cristóvão.

Nas agências dos INSS na capital sergipana, o atendimento acontece de forma parcial e algumas perícias que estavam agendadas não foram realizadas.

A partir das 15 horas de hoje, os professores se juntam a outras classes de trabalhadores na Praça General Valadão, em Aracaju, de onde iniciarão uma caminhada pelas ruas da capital rumo à Assembleia Legislativa (Alese).

Reforma da previdência proposta pelo governo – a reforma da Previdência Social enviada ao Congresso Nacional prevê, entre outras propostas, estabelecimento de idade mínima de 65 anos para os contribuintes reivindicarem aposentadorias. Antes de enviar o texto ao Legislativo, o presidente Michel Temer apresentou as ideias a líderes partidários do Congresso.

Além de fixar uma idade mínima para a aposentadoria de homens e mulheres, as novas regras, se aprovadas, irão atingir trabalhadores dos setores público e privado. De acordo com o governo, a única categoria que não será afetada pelas novas normas previdenciárias é a dos militares.

Pelas regras propostas pela gestão Temer, o trabalhador que desejar se aposentar recebendo a aposentadoria integral deverá contribuir por 49 anos.

Fonte: FaxAju

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Professores da rede estadual entram em greve por tempo indeterminado

Deixe uma resposta