“Saldo positivo”, diz Camila Ferezin sobre participação do Brasil no Sul-americano

- Alexandre Pingo - - 3 de outubro de 2017 | - 10:15 - - Home » Esporte - - Sem Comentários

O Brasil brilhou no Campeonato Sul-americano de Ginástica Rítmica em Cochabamba, na Bolívia, na semana passada. As seleções subiram em todos os pódios, tanto no individual quanto no conjunto. No último dia de competições, sexta (29), as brasileiras garantiram dois ouros, um na série de cinco arcos e outro na de três bolas e duas cordas. Elas foram somadas à vitória no conjunto geral no dia anterior.

O conjunto formado por Alanis Ávila, Francielly Pereira, Gabrielle Silva, Heloísa Bornal, Jéssica Maier e Marine Vieira conquistou excelentes notas e consolidou ainda mais o processo de renovação do grupo, que foi bastante reformulado visando os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Meninas conquistam medalhas na Bolívia (Foto: Divulgação CBG)

Meninas conquistam medalhas na Bolívia (Foto: Divulgação CBG)

 

Neste primeiro ano do novo ciclo, as meninas disputaram o Mundial na Rússia, a Copa do Mundo na Itália e passaram um período de treinamentos na Bulgária. Técnica do conjunto e coordenadora de seleções de ginástica rítmica, Camila Ferezin se mostrou bastante satisfeita com os resultados conquistados.

– O saldo foi bastante positivo. Mantivemos a hegemonia no continente, conseguindo várias medalhas e podendo testar nossas coreografias e composições para o objetivo maior, que é o Campeonato Pan-Americano. Foi muito importante nossa participação, até mesmo por termos alcançado a nota 10 em dificuldade na final do conjunto de cinco arcos. Sentimos que saímos fortalecidas dessa competição, tanto a equipe individual, quanto o conjunto – resumiu.

O próximo passo é a disputa do Pan de Daytona, nos Estados Unidos. A competição acontece entre os dias 10 de 16 de outubro.

Fonte: GE

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: “Saldo positivo”, diz Camila Ferezin sobre participação do Brasil no Sul-americano

Deixe uma resposta