Segundo suspeito de participar da morte de vigilante se entrega à polícia e diz que crime foi motivado por vingança

- Alexandre Pingo - - 16 de setembro de 2019 | - 11:13 - - Home » Cidades» Nossa Senhora da Glória» Notícias - - 1 Comentário

Imagem ilustrativa

A Polícia Civil informou nesta segunda-feira (16) que o segundo homem suspeito de participar do assassinato de um vigilante na Escola Municipal Antônio Ferreira Carvalho, em Capela (SE), se entregou no último sábado (14).

De acordo com o delegado Wanderson Bastos, ele confessou que invadiu a unidade junto com o outro suspeito morto em confronto no dia 10 de setembro, e esfaqueou a vítima duas vezes. O homem também teria informando à polícia que a mão e a língua do vigilante foram arrancados ainda em vida pelo primeiro suspeito.

A participação de outros três homens no crime também é investigada.

Motivação

Segundo o delegado, a motivação para a morte do vigilante teria sido vingança. “Ele atribui à vítima o fato de já tê-lo espancado no passado porque ele era assaltante. Durante o interrogatório ele diz ‘eu sei que não era nenhum santo, mas isso não dava a ele o direito de me bater, de me espancar'”, diz. Ainda segundo Wanderson Bastos, o suspeito diz que o vigilante teria ameaçado os dois de morte.

Outros crimes

A suspeita da polícia é que ele também tenha participado da invasão à residência da vítima, enquanto seu corpo era velado pela família no dia 5 de setembro.

Ele e o primeiro suspeito já estavam sendo investigados por atirar contra duas guarnições da Polícia Militar no último dia 30 de agosto.

Com informações do G1

Enium Soluções Digitais
Colégio Atena

Deixe seu comentário!

Para: Segundo suspeito de participar da morte de vigilante se entrega à polícia e diz que crime foi motivado por vingança

Uma resposta para “Segundo suspeito de participar da morte de vigilante se entrega à polícia e diz que crime foi motivado por vingança”

  1. Erro nas datas aí. Se ele foi assasdinado dia 10 de setembro, como o suspeito invadiu a casa dele dia 5 quando o corpo estava sendo velado, segundo a reportagem.

Deixe uma resposta