TJD-SE mantém resultado de Ita x Dorense, e Tricolor chega à quarta final seguida do estadual

- Alexandre Pingo - - 12 de abril de 2019 | - 11:53 - - Home » Esporte - - Sem Comentários

Por cinco votos a dois, o pleno do Tribunal de Justiça Desportiva de Sergipe (TJD-SE) decidiu pelo indeferimento do pedido de impugnação da partida entre Itabaiana e Dorense, apresentado pela diretoria da equipe de Nossa Senhora das Dores. Isso significa que foi mantido o resultado em campo, ou seja, a vitória por 3 a 2 do Tremendão no confronto realizado no último dia 31/03, válido pela quarta rodada do hexagonal do Campeonato Sergipano.

Ao término da partida, houve muita confusão pelo fato de a arbitragem anular o terceiro gol do Dorense, assinalando impedimento, o que gerou uma grande confusão no Etelvino Mendonça. Os dirigentes do Touro alegaram interferência externa na decisão de invalidar o lance. No dia seguinte, a Federação Sergipana de Futebol anunciou o afastamento do árbitro central Marcelo Soares e do assistente Daniel Vidal Pimentel. Informou ainda que os dois vão passar por uma capacitação com o departamento técnico da CBF. Na última quinta (4) o TJD havia aceitado o pedido do Touro do Sertão para impugnar resultado contra o Itabaiana.

No julgamento desta quinta-feira, o pleno do TJD entendeu que as provas apresentadas pelo Touro não eram suficientes para a anulação da partida. A decisão ainda cabe recurso junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Caso seja pedido o recurso e o órgão atenda à solicitação, a partida da final estará suspensa até que seja julgado esse pedido.

– O Tribunal julgou improcedente o pedido do Dorense, mas é claro, a parte que se sentir prejudicada pode recorrer. Nesse caso, quem vai apreciar ou não é o STJD – disse o Presidente do TJD-SE, Ramon Rocha.

O advogado do Dorense também se pronunciou sobre a decisão.

– O Dorense sabia das suas dificuldades e apresentou as suas provas que, por maioria, perdeu no resultado, mas entendemos é que ficou comprovada a apresentação de documentos sem veracidade, como a súmula, mas respeitamos o resultado e agora vamos verificar se entraremos com recurso ou não no STJD – disse Lailson Melo, advogado do Dorense.

Com a decisão, o resultado da partida se manteve e o Tricolor vai enfrentar o Frei Paulistano na grande final do Campeonato Sergipano. As partidas estão marcadas para acontecer nos dois próximos sábados, dias 13 (Etelvino Mendonça) e 20 de abril (Arena Batistão).

O julgamento

A sessão foi aberta pelo presidente do TJD-SE, Ramon Rocha, que logo passou a palavra para o relator do processo, Drº Franklin Magalhães Ribeiro. Foram ouvidos inicialmente o árbitro central da partida, Marcelo Soares e o assistente 1 daquele jogo, Daniel Vidal Pimentel. O árbitro descreveu todo o lance, falou da comunicação com o assistente Daniel Vidal e afirmou não haver interferência externa na mudança de decisão dele. Perguntado se teve acesso ao vídeo posteriormente, o árbitro disse que sim e confirmou a sua decisão e que ninguém interferiu na decisão.

Em sequência, o assistente Daniel Vidal Pimentel também depôs. Ele também descreveu o lance e disse que não viu e sim ouviu um desvio após a cobrança de falta e afirmou que não houve, em hipótese nenhuma, interferência externa para que a decisão da arbitragem mudasse.

A defesa do Dorense apresentou de última hora mais dois cronistas como testemunhas, e a mesa julgadora, em votação, se mostrou favorável que ambos prestassem depoimento. Contudo, a própria defesa desistiu no fim das contas de ouvir as testemunhas.

Em seguida as defesas do Dorense, do Itabaiana e da Federação Sergipana de Futebol apresentaram suas sustentações orais. A Procuradoria Geral também fez a sustentação oral, e se posicionou contra a anulação da partida.

Por fim, o presidente e os auditores apresentaram as justificativas dos seus votos. Votaram contra a anulação da partida: Franklin Magalhães (relator), André Barros (auditor), Marcos Gomes (auditor), Danilo Pereira (auditor) e Ramon Rocha (presidente). Já a favor da anulação da partida votaram: Anderson Vieira (auditor) e Kelyssia Santos (auditora).

Importante ressaltar que o caso não passou por nenhuma comissão e foi julgado diretamente pelo Pleno do TJD, como é praxe em casos de pedido de anulação de partidas, de acordo com o CBJD.

Fonte: GE

Colégio Atena

Deixe seu comentário!

Para: TJD-SE mantém resultado de Ita x Dorense, e Tricolor chega à quarta final seguida do estadual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *