Trabalhadores irão as ruas contra tentativa de golpe

- Alexandre Pingo - - 16 de março de 2016 | - 4:23 - - Home » Política - - Sem Comentários

A militância da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil em Sergipe (CTB/SE) irá às ruas nesta sexta-feira (18) para protestar contra a tentativa de setores da direita neoliberal e dos monopólios da comunicação no Brasil de dar um golpe na democracia no País. “Nós vamos defender a permanência de Dilma Rousseff na Presidência da República, cargo para o qual foi eleita com o voto da maioria do povo brasileiro. Se depender dos trabalhadores, não haverá golpe”, afirma Edival Góes, presidente da CTB/SE. Em Aracaju, a concentração para a grande manifestação será na Praça General Valadão, a partir das 15 horas.

Para o dirigente da Central, o que a grande mídia e os partidos de direita têm feito, desde o fim das eleições, é utilizar todo e qualquer artifício para inviabilizar a gestão da presidente, passando para a população a falsa impressão de que a destituição de Dilma Rousseff do cargo seria a redenção do País, o fim da corrupção e a superação da crise econômica. “Isso é uma inverdade. Essa crise é mundial; não está restrita ao Brasil. Para superá-la, precisamos unir forças, promover alterações na política econômica sem esquecer as políticas sociais que beneficiam a população mais carente do País e assegurar apoio às medidas que permitam a retomada do desenvolvimento econômico”, enfatiza.

Edival salienta ainda que os trabalhadores são contra toda e qualquer forma de corrupção, e defende a punição todos os envolvidos nesses atos, sem distinção de partido político e classe social. A forma como os grandes meios de comunicação e os partidos de direita tentam implantar o terror no Brasil, massificando a informação de que o País está à beira do caos foi criticada pelo dirigente sindical. “Não estamos afirmando que não temos problemas. Consideramos, no entanto, que esses setores da sociedade potencializam essa crise com o único intuito de desestabilizar o governo e criar fatos que justifiquem o golpe, simplesmente, porque não aceitam a derrota nas urnas”, salienta.

Por isso, as forças populares e democráticas, entre elas, a CTB/SE, irão às ruas para dizer que o Estado Democrático de Direito no Brasil precisa ser respeitado; que a presidente eleita deve governar até o fim do seu mandato e que o golpe não passará. Edival conclama a todos que são contra essa manipulação da grande mídia, contra o terror implantado pelos partidos da direita e contra a tentativa de golpe em curso no País, a se unirem nessa grande manifestação convocada para o dia 18 de março.

Fonte: FaxAju

Enium Soluções Digitais

Deixe seu comentário!

Para: Trabalhadores irão as ruas contra tentativa de golpe

Deixe uma resposta